segunda-feira, 16 de janeiro de 2012

pacto


tu mentes que vens
e eu que creio e espero
finjo que em nada acreditei

lá fora cantam
os últimos bem-te-vis
é verão e anoitece tarde



Márcia Maia


4 comentários:

Vítor Fernandes disse...

Tão bonito.

hfm disse...

Quando o sentimento/imagem se torna poesia!

mfc disse...

Sempre esperamos... está-nos na massa do sangue!

Aletheia disse...

E a vida segue...