sábado, 12 de fevereiro de 2011

sujeito a chuvas


em cinza e vento
espreguiça-se a manhã
e já vai a meio

chove
nem parece fevereiro

entre livros e discos
me aconchego

e sonho sonhos de junho
se adormeço



Márcia Maia


2 comentários:

Celso Mendes disse...

que a chuva continue regando sua inspiração.

belo!

Um beijo.

heretico disse...

sonhos de um tempo antecipado. que os livros e os discos são confortáveis em dia de chuva...

... mas não chegam!

beijos