quarta-feira, 26 de janeiro de 2011

urbano em demasia


um dia inteiro de britadeiras à porta
inferno aos ouvidos

reformam o sobrado da esquina
e por toda a vizinhança
soçobram versos canções risos
e mesmo o que a alguns resta de juízo

quem os haverá de resgatar findada a obra



Márcia Maia


2 comentários:

eduardo disse...

Visão diária do meu país, Márcia.

Rasgos teus que vou acompanhando por vezes em silêncio, mas que sabes que acompanho com o olhar.

Henrique Pimenta disse...

boa articulação