quarta-feira, 31 de outubro de 2012

em noite de bruxas


sou faca 
de aço cristal ou prata 
navalha de fogo 
sou morte sou grito 
sou gozo 

em noite de bruxas 
sou apenas eu 

(e isso me encanta e basta)



Márcia Maia 


3 comentários:

wind disse...

Muito forte:)
Beijos

Ricardo Mainieri disse...

Nossa porção sombra bem delineada neste poema. Parabéns. Beijão. Ricardo Mainieri

PS : Estou divulgando tuas poesias lá em meu perfil do Facebook. OK!

Marilia Kubota disse...

Que lindo!