segunda-feira, 6 de junho de 2011

pequenina primavera


por vezes
mesclava-se à paisagem
floria
entre ramos de papoulas
jasmins e romãs maduras

era quase sempre
ao meio-dia
quando imóvel na piscina,
tudo ao redor em si se refletia

numa estranha e colorida simbiose



Márcia Maia


3 comentários:

Alvaro disse...

Gostei da imagem da simbiose com tudo à volta. Nmm momento de extremo e prazeroso relaxamento é isto que sentimos!

Celso Mendes disse...

que imagem linda, Márcia. pequenina, mas intensa primavera...

beijo

dade amorim disse...

Oi, Márcia, como vai?
Vim matar um pouco a saudade de teus poemas. Valeu.

Beijo grande.