sábado, 30 de abril de 2011

íntimo



sentes?

esse arrepio que disfarço
essa chuva que dentre as pernas
se me brota
umedecendo-me secretamente
esse descompassado bater do meu
coração urdindo
jam sessions de desejo
dentro em mim
enquanto olhar sereno riso
nos lábios
todas as tuas histórias escuto
sem que te apresse
sem que me apresse

sentes?



Márcia Maia


3 comentários:

heretico disse...

como poderá alguém não sentir?!...
seria muita distração... rss

belo,

beijo

Iara Maria Carvalho disse...

sinto!

uma beleza de poema...

tô de volta à blogosfera, espero que me visite com suas palavras doces, tão doces.

beijos,

iara maria

d'Angelo disse...

Sentes quanto encanto dispões em palavras, ao nos falar do que sentes?