segunda-feira, 19 de abril de 2010

like a rider in the sky


cavaleiro das nuvens me apresento
dia e noite ao sabor
do vento norte
dentre as cores do ocaso
ou ao nascente
inocente do que sei
não do que posso

varo os dias no sentido das estrelas
e as noites a buscar vãos
passarinhos
sou irmão das corujas
dos morcegos
dos dementes e mendigos
sou abrigo

se no céu quando o sol brilha
inscrevo a vida
em meu peito minhas mãos
de amor vazias
quase sempre inscrevem
noite inscrevem
morte

cavaleiro das nuvens
me apresento
dia e noite
ao sabor
do
vento
norte



Márcia Maia

2 comentários:

Mistério do Planeta disse...

que poesia mais linda.

"varo os dias no sentido das estrelas..."



obrigada pela visita querida,
um beijo!

Ricardo Mann disse...

Adoro essa música (a que inspirou o poema). Existe até uma versão em português do Milton Nascimento.